12 de ago de 2007

A respeito do post sobre a Fred Butler...

..., que você pode ler mais abaixo, o leitor Rui Torres, membro da rede de franquias Lavasecco, manifestou, por escrito, a opinião que - com a autorização dele - reproduzo a seguir:

"Gostaria de deixar claro que minha posição em relação ao Percloroetileno é a de que é um produto que, bem utilizado, pode ser visto como ecologicamente correto. Por alguns motivos, entre os quais destaco:

1.É reciclável - O Percloro é destilado, o residuo é separado e enviado para incineração e a perda do produto por ciclo é bastante baixa;

2. Contribui para uma menor utilização de água;

3.Seu uso, no Brasil, é quase todo em circuito fechado, ou seja, sem contato manual. A roupa entra seca e sai seca da máquina, o que diminui significativamente as emissões de vapores de percloro.

Há uma certa paranóia nos EUA em relação ao Perc, como é chamado lá, primeiro pelo volume, altíssimo, e pelo uso sem muito controle, principalmente nas décadas de 60 e70, o que contribuiu para poluição. Daí o estigma em torno do produto.

Posso garantir que, do ponto de vista custo/beneficio, incluindo aí a questão de saúde dos funcionários e do meio-ambiente, é de longe o melhor produto.

Vários outros solventes pegaram carona na onda de ecologicamente corretos, por serem alternativas ao percloro, mas pode-se questionar a eficácia deles como solventes, e mesmo esta questão ecológica, pois muitos estão no mercado há pouco tempo, e não dá para fazer uma avaliação muito clara destes aspectos.

Como usuário e defensor do percloro, sinto-me na obrigação de fazer estes comentários, em função do post que você fez sobre a Fred Butler.

Rui Torres"