18 de dez de 2007

Este blog estará em recesso até 10 de janeiro

Decidi conceder, a você, caro leitor ou leitora, e a mim mesmo merecidas férias deste Blog.

Só voltarei a escrever aqui neste espaço no dia 10 de janeiro de 2008. Espero retornar cheio de novidades e de idéias fora da caixa.

Como despedida, deixo aqui um texto de Carlos Drummond de Andrade que minha mulher leu em voz alta no jantar de final de ano que tivemos com toda a família dela. O texto me inspirou e espero que sirva de inspiração também para você.

Receita de Ano Novo

Para você ganhar belíssimo Ano Novo

cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,

Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido

mal vivido ou talvez sem sentido)

para você ganhar um ano

não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,

mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,

novo até no coração das coisas menos percebidas

(a começar pelo seu interior)

novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,

mas com ele se come, se passeia,

se ama, se compreende, se trabalha,

você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,

não precisa expedir nem receber mensagens

(planta recebe mensagens?

passa telegramas?).

Não precisa fazer lista de boas intenções

para arquivá-las na gaveta.

Não precisa chorar de arrependido

pelas besteiras consumadas

nem parvamente acreditar

que por decreto da esperança

a partir de janeiro as coisas mudem

e seja tudo claridade, recompensa,

justiça entre os homens e as nações,

liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,

direitos respeitados, começando

pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um ano-novo

que mereça este nome,

você, meu caro, tem de merecê-lo,

tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,

mas tente, experimente, consciente.

É dentro de você que o Ano Novo

cochila e espera desde sempre.

Que você e sua família tenham um ótimo Natal.

E que 2008 seja um ano muito melhor do que todos os que você já viveu. Como escreveu Drummond, depende basicamente de você.

17 de dez de 2007

Pensando em molhar o biscoito neste Natal?

Para quem está cansado daquelas forminhas para fazer cookies com formato de árvore de natal, boneco de neve, renas e outras "figuras meigas", a sueca Pipparkakan criou essa linha de formas inspiradas no Kama Sutra.

E a empresa ainda promove um concurso para premiar o cookie erótico mais bem decorado.

Tem gente que vai achar um horror. Mas eu achei hilário.

13 de dez de 2007

Rumores sobre troca de sócios no McDonald's

Circulam no mercado financeiro rumores de que o GP poderia adquirir, em parte ou no todo, a participação do Gávea (de Armínio Fraga) no negócio McDonald's em toda a América Latina.

Aliás, comenta-se que o GP também estaria interessado em adquirir as participaões que os fundos Capital International e DLJ South American Partners detêm no negócio. Ninguém confirma.

Aconteceu comigo

Nestas semanas que antecedem o Natal, quando coincide de eu ter várias reuniões agendadas num mesmo dia em cantos diferentes da cidade, tenho preferido me deslocar de táxi, para poder andar pelos corredores de ônibus desta São Paulo cada vez mais congestionada. E numa dessas corridas, mal entrei no táxi, o motorista enfiou no player um CD do Kenny G.

Não sei você, leitor, mas eu odeio a música do Kenny G. Na minha visão de ex-guitarrista (medíocre) de uma bandinha de rock (também medíocre), o que esse gringo faz é música de elevador da pior qualidade. Quindim com melado é menos enjoativo.

Kenny G consegue estragar até música dos Beatles. Consegue estragar até dueto com o melhor de todos, o grande Frank Sinatra. Aliás, como diria minha amiga Marília, misturar Kenny G com Sinatra é como colocar merda em sorvete de creme: não torna a merda palatável e decididamente estraga o sorvete.

Mas, voltando à nossa história, lá estava eu, no táxi, refém de um motorista que, imaginei eu, adorava Kenny G. Como eu estava num dia “zen”, resolvi deixar por isso mesmo e não pedi para o cara trocar o CD. Quase chegando ao destino, puxei papo e acabei perguntando se ele gostava muito daquele tipo de música. E, para meu espanto, ele me respondeu que não.

Não me agüentei e indaguei por que motivo, então, estávamos há mais de 20 minutos ouvindo aquele troço. E ele me respondeu que era apenas porque havia me achado “uma pessoa sofisticada”. E, na visão dele, aquele era o tipo de música que “uma pessoa sofisticada” gostaria de ouvir... Vá entender...

Teria sido tão simples ele me perguntar se eu gostava daquele tipo de som. Ou do que eu gostava. Ou me oferecer várias opções e me deixar escolher. Inclusive permitindo-me optar por viajar em silêncio, se assim me desse na telha.

Pensando bem, tenho visto muitas empresas, pequenas, médias e grandes, dos mais diversos ramos, fazerem exatamente isso que o taxista fez: presumir que sabem o que seus clientes querem, em lugar de fazer algo tão simples e efetivo como dar a estes a chance de manifestar seus anseios e expectativas.

E a sua empresa, caro leitor, como age com relação a isso?

12 de dez de 2007

Uma fita adesiva pode ser diferente? Claro que pode.

Uma cerveja boa pra cachorro (perdoe o trocadilho)

É exatamente o que parece: no Japão (onde mais?) lançaram a Happy Lager, uma cerveja especialmente desenvolvida para cachorros. Até aí, diriam muitas mulheres, qual a novidade? Não há, no Brasil e outros países, um montão de "cachorros" que bebem cerveja?

Só que no Japão o público-alvo são mesmo os cachorros de quatro patas e sem aspas. Ou melhor: seus donos.

Na verdade, trata-se de uma bebida com cara de cerveja e engarrafada com jeitão de cerveja, mas que não contém álcool e tem um ligeiro sabor de carne, que encanta os caninos.

Depois do chocolate para cachorros, das padarias para cachorros e, agora, da cerveja para cachorros, que mais vão inventar para a alegria dos pets mimados (e dos donos a quem sobra grana e falta um parafuso)?

10 de dez de 2007

Flytour compra do Bradesco a American Express Business Travel

Saiu hoje no Pan Rotas, a bíblia do setor de turismo, a confirmação oficial daquilo que todo mundo nesse mercado já sabia e comentava há algumas semanas: a Flytour, cliente do Grupo Cherto, comprou do Banco Bradesco a empresa detentora da licença, para o Brasil, da American Express Business Travel.

Meus parabéns ao meu querido amigo Eloi, fundador e presidente da Flytour, um dos empreendedores que eu mais admiro. Um cara que morou na rua, foi engraxate, lavou automóveis, não passou do curso primário e entrou no mundo do turismo como office-boy da agência da saudosa Dna Stella Barros e que, com muito suór, sangue e lágrimas, conseguiu criar uma das maiores e mais bem sucedidas organizações de viagens do Hemisfério Sul.

9 de dez de 2007

Genial ação de Marketing Interativo e Viral da Dove

Minha assistente Juliana foi quem me deu o toque desta genial ação de Marketing, na forma de um Blog, chamado Já Tentei de Tudo, no qual uma moça (muito bonita, por sinal), chamada Paloma, diz que já tentou passar de tudo nos cabelos, mas eles continuam horríveis. E pede para você sugerir o que ela deve usar para deixar seus cabelos bem sedosos.

Vale a pena CLICAR AQUI para acessar esse Blog. Depois, basta você digitar o que sugere que ela passe nos cabelos e clicar em TENTAR. Primeiro, experimente palavras como azeite, leite, cerveja, águar de côco, ovos e o que mais vier lhe der na veneta. Depois, quando já tiver cansado de brincar, experimente digitar Dove e veja o que acontece.

Um ótimo exemplo de bom Marketing Viral.

Observação: não adianta digitar palavras como merda, esterco, bosta e outras do gênero. Nem a marca de produtos concorrentes da Dove. Se quiser, faça como eu e tente. Mas o resultado é ela praticamente te mandar passear.

6 de dez de 2007

Você teria coragem de frequentar um restaurante com esse nome?

Beleza Natural em Ipanema

Na próxima terça-feira, dia 11 de dezembro, será inagurado em Ipanema o mais novo salão da rede Beleza Natural dos meus amigos Zica (na foto), Leila, Jair e Rogério.

Sou fã dessa brava gente e torço pelo sucesso deles. Gente de fibra e boa cabeça. Que lutou muito para chegar onde chegou, criando o que ouvi um bam-bam-bam do mercado financeiro americano chamar de o Wal-Mart ou o Starbucks dos salões de beleza.

Ação para divulgar molho apimentado Wolf

4 de dez de 2007

A vitrine que interage com quem passa

CLIQUE AQUI para assistir a um vídeo que mostra como a vitrine da loja Elle MacPherson Intimates em Nova York interage com quem passa diante dela. As vitrines interativas representam uma nova fronteira no Marketing.

Essa vitrine, especificamente, utiliza a avançada tecnologia Human Locator, que permite (com base na altura, tamanho do passo, etc de quem passa) que a vitrine reaja de forma diferente - e mostre mensagens e estímulos totalmente diferentes - à passagem de um adulto ou de uma criança.

Assista a vários demos da tecnologia Human Locator, CLICANDO AQUI.

Vídeo dos 10 anos da Endeavor

CLIQUE AQUI para assistir ao vídeo (en Inglês) comemorativo dos 10 anos da Endeavor, ONG internacional que apóia empreendedores de alto impacto em economias emergentes.

Confira as performances de Michael Dell, Bill Salhman (Harvard) e vários outros, incluindo os brasileiros Leila Velez (Beleza Natural), Luís Chicani (ex-DentalCorp), Mario Chady (Spoleto) e este humilde blogueiro.

Já não se fazem idosos como antigamente

Como diz Antonio Carlos Braga, fundador do Age, primeiro centro dedicado ao envelhecimento ativo do Brasil, precisamos urgentemente rever nosso conceito de idoso. É justo continuarmos dizendo que alguém que completa 60 anos de idade ingressa nessa categoria?

Basta ver a capa da Rolling Stone americana deste mês (na foto) para perceber que já não se fazem idosos como antigamente: os integrantes do Led Zeppelin, todos na faixa de 59 a 64, se preparam para uma nova turnê que deverá ser um dos maiores - se não o maior - fenômeno do mundo da música mundial em 2008. Realmente, como dizem os gringos, para quem envelhece ativamente "sixty is the new forty".

Ou seria melhor dizer "sixty is the new thirty"?

3 de dez de 2007

Elvis morto fatura mais que Ivete viva

Está no site do Madia Mundo Marketing: o que os herdeiros de Elvis Presley - morto há 30 anos - vão faturar este ano com direitos autorais, merchandising e outras atividades que envolvem o nome do cantor beira os US$ 49 Milhões.

Enquanto isso, Ivete Sangalo, que muitos consideram a artista brasileira de maior sucesso na atualidade, deve faturar por volta de US$ 16 ou 17 Milhões, no acumulado do ano.

Essa ação de Marketing daria certo no Brasil?

A filial parisiense da agência Rapp Collins criou essa ação de Marketing para a União Nacional dos Detetives Particulares.

A idéia é plantar, na cabeça dos homens que passam pelos banheiros das estações de trem de Paris (homens que ou estão longe de casa ou estão prestes a viajar para longe de casa), que "algo mais" pode ter sido - ou estar sendo, ou estar para ser - plantado nas respectivas cabeças. E sugerir que contratar um dos membros da tal União Nacional pode ser a solução.

Lá, parece estar dando resultado. E aqui, daria?

Da série "e eu que achava que já tinha visto de tudo"

Na cidade praiana de Akashi, no Japão, o dono do restaurante Mumin Papa resolveu inovar. E investiu cerca de US$ 270 mil para construir, no WC feminino, uma privada subaquática. A idéia é que as moçoilas possam ter a sensação de nadar em pleno fundo do mar enquanto, digamos assim, se aliviam.

CLIQUE AQUI para assistir ao vídeo no qual, entre outras coisas, o empresário conta que a tartaruga que não tira os olhos de quem está no banheiro é, sim, macho. E parece ter um grande interesse em testemunhar o que se passa naquele ambiente tão, digamos assim, privado.

No vídeo, aproveite para conferir a estética de um típico programa de auditório da TV japonesa. Estética essa que consegue a façanha de ser ainda mais bizarra que a dos nossos programas de TV.

2 de dez de 2007

Algumas coisas mudaram para melhor...

A matéria saiu meio escondida, mas está lá, na edição de hoje de O Estado de S. Paulo: trazido a valor presente (ou seja: devidamente corrigido) o preço de uma TV GE de 12,5 polegadas em Preto & Branco (a moçada mais nova nem sabe o que é isso) que constava de um anúncio da Sears veiculado no próprio Estadão em setembro de 1950 - quando entrou no ar o primeiro canal brasileiro de tlevisão - era do equivalente a R$ 9.700,00. Isso mesmo: em dinheiro de hoje, quase 10 mil Reais!!!

30 de nov de 2007

Será que assim essa gente larga o cigarro?

Adesivaram um dos bancos na área de fumantes para deixá-lo com cara de caixão (ver fotos). E deixar claro que quem fuma está se matando. Mas... será que funciona?

Fumante é uma raça tão "sem vergonha", tão "sem noção", que já vi amigo meu enfartado implorando por um cigarro enquanto ainda estava na UTI, todo entubado e correndo risco sério de morrer ali mesmo.

28 de nov de 2007

Rio de Janeiro - coisas que vale a pena ver / provar

O sorvete de chocolate branco com maracujá da Mil Frutas. Poe soar uma combinação estranha, mas é de comer rezando. Se você não conhece a Mil Frutas, não sabe o que está perdendo. O serviço não é lá essas coisas e os preços não são nada baixos. Mas os sorvetes são imperdíveis.

A piscina (na cobertura) e a pia do banheiro das mulheres (no térreo) do Hotel Fasano, no Arpoador.

As fotos da Marilyn Monroe, no MAM. Mas não perca tempo com as baboseiras da Yoko Ono também expostas lá.

O crispy duck do Mr. Lam, restaurante chinês bacana criado no Jardim Botânico / Lagoa pelo empresário Eike Batista (que acaba de arrematar a maior quantidade de blocos no leilão das novas áreas para a exploração de petróleo, realizado pela ANP).

Os restaurantes da Rua Dias Ferreira, no Leblon.

A Confeitaria Colombo, no Centro. O serviço é descortês (embora seja rápido) e os petiscos já foram melhores. Mas o visual do lugar é único.

27 de nov de 2007

Ah, esses japoneses...

A inventividade japonesa não cessa de me surpreender positivamente. Um bom exemplo é o trabalho do studio Kyouei Design, criador, entre outros objetos bem sacados, do Umbrella Pot (um porta-guarda-chuvas que aproveita a água que escorre dos ditos cujos para irrigar uma planta) e do Frame Napkin, um guardanapo com estampa de moldura que permite transformar em “obra de arte” as manchas (de molho, de baton, de vinho, de café ou do que sejam) deixadas por quem o utiliza.

Confira, nas fotos, esses produtos divertidos, que servem de motivo para se jogar muita conversa fora. E jogar conversa fora não é bom demais?

25 de nov de 2007

Cadeiras viram cabides. Ou melhor, viram araras.

Quase todo mundo tem, no quarto, uma cadeira que faz as vezes de cabide, não é mesmo? Pois a loja Officina Slowear, de Tokyo, especializada em roupas para usar no escritório foi um passo além e pregou na parede várias cadeiras, formando com elas araras onde se penduram os cabides. Confira nas fotos como ficou.

Não sei quanto a você, leitor. Mas a mim agrada ver algo concebido para um determinado fim ser usado para outro. Gosto do inesperado, do que foge à mesmice, ao lugar-comum (desde que seja feito com bom gosto e um mínimo de senso prático, é claro).

24 de nov de 2007

Está chegando a hora... dos IPOs de franqueadoras?

Apesar da empresa não ter nada a ver com Franchising, meus sócios no negócio de consultoria em Fusões & Aquisições de franqueadoras e eu estamos acompanhando com grande atenção o processo do IPO da Nutriplant, que deverá ser a primeira empresa a abrir seu capital pelo Bovespa Mais.

É que, segundo foi divulgado, a Nutriplant fatura apenas R$ 28 Milhões de reais líquidos por ano. Bem menos que os cabalísticos R$ 150 Milhões ou R$ 200 Milhões que os especialistas até agora consideravam piso mínimo para uma empresa que pretendesse ter suas ações cotadas em bolsa, aqui no Brasil.

Se esse IPO for bem sucedido, mostrará um caminho interessante para a abertura de capital das empresas franqueadoras de nosso país.

É bem verdade que a vasta maioria destas não chega a faturar R$ 28 Milhões (falo da franqueadora e não da sua rede de franquias). Mas, fundindo-se 2 ou 3 ou 4, especialmente se atuarem no mesmo ramo ou em ramos altamente sinérgicos, será relativamente fácil atingir esse patamar.

Cá para nós, isso abre uma perspectiva totalmente nova para o mercado brasileiro de Franchising. E para as Fusões & Aquisições de empresas franqueadoras. Pode ser um divisor de águas.

23 de nov de 2007

Uma loja que vende... apenas água (!!!)

Raphael Gutierres, um dos consultores da equipe de Estratégia do Grupo Cherto, que acaba de voltar de um giro pela Itália, me contou dessa loja - fotografada por ele - chamada Acqua Concept. Por onde andou, viu 3 desses pontos de venda, todos em locais de grande circulação de pedestres, como o shopping Parco Leonardo, o maior da Itália, em Roma.

O que chamou a atenção do Raphael foi o "mix" de produtos: só água! Nada mais que água. Em diferentes embalagens, marcas do mundo todo, com gás, sem gás, águas aromatizadas, energizadas e o diabo a quatro. Mas... só água. Será que a conta fecha?

Caminhão vira mídia

Na Europa, aquele que era, talvez, o último espaço de alta visibilidade ainda não (ou mal) aproveitado se torna uma mídia eficaz: as carrocerias dos caminhões.

22 de nov de 2007

"Mesma coisa" é a mãe !!!

Tecnicamente, os dois objetos abaixo podem ser chamados de “carrinhos de bebê”. Mas não dá para dizer que o primeiro é a “mesma coisa” que o segundo. Ou vice-versa.

Um consumidor pode não ter grana para comprar o mais bacana dos dois. Ou achar que não precisa de tantos features nem todos os benefícios a mais que ele lhe propicia. E que, por isso, não lhe convém pagar o tanto a mais que ele custa, com relação ao outro. Afinal, cada um sabe de si e do grau de segurança, de beleza, de qualidade e de durabilidade que espera de cada bem ou serviço que adquire. E quanto está disposto a pagar para ter o melhor.

Só não dá é para dizer que os dois objetos são “a mesma coisa”.

21 de nov de 2007

Os chineses sempre souberam disso

Você talvez se recorde do velho ditado chinês, que eu mesmo já citei aqui neste blog: “quem não sabe sorrir não deveria abrir uma loja”.

Pois esse ditado contém mais verdade do que pode parecer à primeira vista: um estudo feito pelos professores Piotr Winkielman (da Universidade da Califórnia) e Kent Berridge (da Universidade de Michigan) comprovou que até mesmo imagens subliminares de sorrisos podem ter um impacto significativo sobre a disposição das pessoas comprarem produtos ou serviços.

De acordo com o estudo, um sorriso, ainda que subliminar (ou seja: mostrado por um período curto demais para ser conscientemente percebido) predispõe as pessoas não só a consumir maiores quantidades de produtos, como também a pagar mais por eles.

Para ler um texto mais completo sobre o estudo (em Inglês), é só CLICAR AQUI.

20 de nov de 2007

Pouca pista para tanto cavalo

Uma notinha publicada no Estadão de hoje me fez atentar para um fato que, confesso,até então me havia passado despercebido: enquanto nos EUA existem 14 empresas do ramo imobiliário com ações cotadas em Bolsa, no Brasil elas já somam 25.

Subitamente, passei a sentir no ar um forte cheiro de consolidação. É evidente que havemos de testemunhar, em breve, algumas fusões & aquisições nesse mercado.

Um zoom que aumenta MESMO

Numa ação divertida e criativa, a Olympus brinca com elementos da paisagem para mostrar o quanto o zoom ótico 10X de suas novas câmeras digitais é algo absolutamente fora do normal:

19 de nov de 2007

Exportação de franquias brasileiras tende a crescer

Uma das grandes tendências para 2008 é a intensificação do processo de internacionalização das franquias brasileiras. Tanto é assim, que o Grupo Cherto resolveu trazer ao Brasil dois dos maiores especialistas no tema para ministrar, junto com o expert brasileiro Fernando Campora, meu sócio no Grupo Cherto e um dos profissionais que mais entendem do assunto em nosso país, o curso "Como internacionalizar sua rede de franquias".

Os instrutores de fora serão Santiago Barbadillo, Presidente da principal empresa de consultoria em Franchising da Espanha e Ferenz Feher, que comanda a maior consultoria de Franchising do México.

O curso acontece nesta quinta-feira (dia 22/11) em São Paulo. Se quiser mais informações, é só enviar um e-mail para atendimento@cherto.com.br .

Anti-manguaça no Dia das Bruxas, na Guatemala

Para manguaceiro que é manguaceiro, toda desculpa para encher a lata é válida. E parece que, na Guatemala, o Dia das Bruxas é uma justificativa tão boa quanto outra qualquer. Alguns bebem além da conta, saem dirigindo e provocam acidentes graves.

Para reduzir o problema, resolveram fazer por lá uma campanha bem humorada, na linha "no Dia das Bruxas, se beber, não dirija":

12 de nov de 2007

Tudo se personaliza

A Colorware se especializou em pintar computadores, ipods, celulares e outros tipos de hardware, permitindo aos respectivos donos personalizá-los ao máximo. E, segundo dizem, não está dando conta da demanda.

Parece que, num mundo de massificação extrema, todo mundo quer dar um jeito de ser (ou parecer) diferente. Ou seja: já que, a partir de um certo momento, todo mundo pode ter um iphone (e, portanto, ter um já não me faz tão "especial"), vou dar um jeito de ter um de uma cor (ou uma combinação de cores) que ninguém mais tem...

10 de nov de 2007

Destruindo o própio website

A HEMA é uma rede de lojas de departamento holandesa que tem uma peculiaridade: só vende produtos com marca própria. Ou seja: cria todos os produtos que comercializa. E tem um Marketing ao mesmo tempo agressivo, criativo e altamente divertido.

Um bom exemplo é esta animação, que minha sobrinha Biz me enviou, na qual o próprio website da Hema é "destruído". CLIQUE AQUI para assistir.

A falta que faz uma boa educação

Você já deve ter tomado conhecimento, pelos jornais, da tentativa de assalto ao Condomínio Ilhas do Sul, no Alto de Pinheiros, em São Paulo. Os bandidos se armaram até os dentes e planejaram tudo cuidadosamente, inclusive a entrada usando uma van adesivada e uniformes bordados com o logo da empresa à qual fingiam pertencer.

Os caras estavam mancomunados com a empregada de um dos apartamentos e pretendiam ingressar no condomínio a pretexto de fazer ali uma entrega. Só não deu certo (e todos foram presos) porque o encarregado de adesivar a van e de bordar as camisetas escorregou no Português e escreveu "Impório Santa Maria Ltda". A grafia errada chamou a atenção de um policial, que pediu reforços e acabou com a festa dos meliantes.

9 de nov de 2007

Sorvete Adidas by Rochinha

A agência Age, da minha amiga Ana Lucia Serra, em parceria com a Ponto Zero Produções, do meu amigo Rico Lindenbojm, desenvolveu uma nova ação de Marketing para divulgar a nova linha Adidas Swimming 2008: um casal de promotores estará, nos dias 10, 17, 23 e 24 deste mês, em frente à loja conceito da Adidas na Rua Oscar Freire, em São Paulo, distribuindo picolés Rochinha em embalagens especiais com estampa exclusiva Adidas e extraídos de um carrinho com a mesma marca (foto).

Bem bacana.

10 anos de qualidade, sucesso e crescimento

O Outback completa hoje (literalmente hoje) 10 anos de Brasil. Meu amigo e guru Peter Rodenbeck, que comanda a operação brasileira, está de parabéns.

Graças à abertura de novas lojas e a um programa de reformas nas mais antigas que teve um impacto muito positivo sobre o respectivo faturamento, a rede cresceu cerca de 35% somente este ano. E Peter estima outro tanto de crescimento para o ano que vem.

Prova de que, mesmo num país difícil e complexo como o nosso, quem empreende com garra e profissionalismo, se cerca das pessoas certas e faz as coisas bem feitas, como devem ser, se dá bem.

Não é para o biquini que os homens olham

O pequeno cartaz diz "não é para o biquini que os homens olham".

Trata-se de uma ação de marketing de um yogurte light. Mas academias de ginástica, clínicas de emagrecimento e clínicas de estética têm executado ações parecidas. Altamente cruéis, diga-se de passagem. Mas nem por isso menos efetivas.

8 de nov de 2007

Coisas que têm o mesmo nome, mas nem por isso são iguais

Tecnicamente, os dois estabelecimentos nas fotos abaixo são chamados de HOTEL. Mas, com certeza, (1) um é bem mais barato que o outro (advinhe qual...) e (2) um não oferece exatamente a mesma coisa que o outro.

Da próxima vez que alguém lhe disser que entrega "a mesma coisa" que outro oferece, mas cobra "muito mais barato", certifique-se de que estão falando, de fato, da MESMA COISA. Quase sempre, o nome é igual, mas o que um entrega é "um pouquinho" diferente do que o outro entrega.

7 de nov de 2007

A brilhante palestra do Juan Enriquez, ontem

A palestra que o Prof. Juan Enriquez (de Harvard) fez ontem à noite, para um grupo de convidados da HSM e dos patrocinadores e expositores da ExpoManagement (inclusive o Grupo Cherto), foi daquelas a que todo mundo que tem negócios e/ou filhos deveria assistir. Absolutamente imperdível!

O cara é um palestrante brilhante, excelente na forma, melhor ainda no conteúdo. E falou sobre o impacto das ciências da vida nos nossos negócios e nas nossas vidas. Show! Descobri que coisas com as quais eu nem sonhava já estão acontecendo. E vão afetar a minha vida e os meus negócios. E os seus, do seu vizinho, dos seus primos e, mais ainda, dos nossos filhos e netos.

Se você estiver inscrito para as sessões de hoje no Auditório Principal da ExpoManagement (Credencial Dourada ou Credencial Verde), não perca essa apresentação (que ele vai fazer novamente às 17:30h). Se você é assinante da Sky e tem acesso à ManagemenTV, torça para, em algum momento, eles mostrarem a gravação dessa palestra. Compre o livro do cara ("As the future catches you", que no Brasil acaba de sair com o título "O Futuro e Você"). Ainda não li, mas me disseram que praticamente tudo o que ele mostrou ontem está no livro também... embora não com as mesmas imagens.

O futuro já chegou.

4 de nov de 2007

Fora do ar... temporariamente

Em função do meu envolvimento (em tempo integral e até o pescoço) com a ExpoManagement, que começa nesta segunda-feira (dia 05) e vai até quarta (dia 07), é pouco provável que eu consiga postar o que quer que seja neste blog, durante esses dias. Mas prometo voltar com muitas novidades a partir do dia 8.

A título de despedida, fique com essa ação de Marketing genial, que promove um restaurante especializado em massas: