24 de ago de 2007

Mais um caso de extensão de marca

No penúltimo post (ver abaixo), tratamos da extensão de marca que o Wal-Mart vem tentando fazer, criando conceitos de lojas bastante diferentes daquelas pelas quais se tornou conhecida. Agora, vamos falar da Samsonite.

A veterana fabricante de malas, do alto dos seus 97 anos de existência e US$ 1,1 Bilhão de faturamento anual, resolveu ingressar no mercado de produtos de luxo e vem tentando transformar a marca Samsonite Black Label numa marca sexy e premium e lançando uma nova linha de malas de alto preço, como as da foto, assinadas por designers famosos. E se prepara para lançar também uma linha de sapatos, óculos escuros, papelaria e outros produtos. Todos voltados para o segmento de luxo, competindo com marcas como Coach e Burberry.

Será que vai dar certo? Para mim (e, acredito, para muita gente), quando se fala em Samsonite, a imagem que vem à mente é a de uma mala dura e durável, que agüenta o tranco. Não a imagem de um artigo de luxo... Mas, com um bom produto (com bom design, qualidade e charme), os canais de venda adequados (os canais, nesse caso, terão um papel vital) e boas campanhas, pode até ser. Torço por eles. Tenho muita simpatia por sua marca e respeito por sua qualidade.