29 de abr de 2009

Alguém me explica?

Viajo depois de amanhã para os EUA e não consigo evitar uma ponta de preocupação, em função de todo o noticiário a respeito da tal gripe suína (que, soube hoje, de suína não tem nada). Confesso: estou preocupado, sim.

Acabo de falar com meu associado no México. 100% dos restaurantes do Distrito Federal estão fechados e as ruas estão desertas. Segundo ele, parece filme do Velho Oeste, momentos antes do duelo entre o mocinho e o bandido com cara de mau. Os vôos para lá decolam vazios. Hoje mesmo conversei com 3 pessoas que, por conta do medo de contaminação, cancelaram viagens que fariam... aos Estados Unidos (e para Nova York, onde, até onde sei, até agora não há casos confirmados de pessoas contaminadas).

Os levantamentos oficiais indicam que, até o momento, morreram cerca de 130 pessoas no México. É bastante gente, sem dúvida. Mas...

No Brasil, morrem todos os anos quase 40.000 pessoas em consequência de acidentes de trânsito. E não me consta que alguém deixe de sair de casa por causa disso. Inclusive essas 3 pessoas que citei acima.

Não tenho como saber quem está certo e quem está errado. Pode ser, de fato, que a situação no México (e no mundo todo) se mostre até mais grave do que parece ser neste momento.

Só queria que alguém me explicasse o motivo de tanto pânico numa situação e nenhum pânico ou precaução na outra - que é, de fato, muito mais grave.