19 de out de 2007

Até papel higiênico pode ser aprimorado... e vendido por mais

Você certamente já ouviu o ditado: "não há nada no mundo que não possa ser feito um pouco pior para ser vendido um pouco mais barato".

Ditado, aliás, que expressa uma verdade inegável, que estou cansado de testemunhar todos os dias. Pois todos os dias deparo com empresas (principalmente consultorias e outras prestadoras de serviços) que dizem que entregam "a mesma coisa" que uma concorrente, mas cobrando metade, um terço ou um décimo do preço praticado por esta. O que, na maior parte dos casos, só pode ser considerado verdade se você também aceitar que um Lada Laika 1992 com 200.000 Km e um Porsche Cayman 2007 OKm são a "mesma coisa", já que os dois são carros.

O interessante é que o oposto desse ditado também é verdadeiro: não existe nada que não possa ser, de alguma forma, aprimorado e vendido por um pouco mais.

Até mesmo papel higiênico pode receber um upgrade, como comprova a fábrica de produtos de papel Renova, de Portugal, que lançou essa linha colorida que aparece na foto. A qual, apesar de vendida por preços que chegam ao dobro dos papéis comuns de boa qualidade, vem fazendo um sucesso danado e superando todas as expectativas da empresa.