24 de jun de 2007

O lado bom do Brasil

Meu último post foi sobre a Superbac, uma empresa genial, que começou pequena e tem tudo para virar uma empresa global. Um ótimo exemplo do "outro lado" do Brasil. O Brasil que dá certo, que gera resultados, que inova, que gera e distribui riquezas, que cria empregos, que faz este país andar para a frente. Ou seja: o lado do Brasil que não tem nada a ver com essa incompetência e essa sacanagem que vêm contaminando todas as esferas do nosso Poder Público.

Hoje vou tratar de outra integrante desse Brasil "pra cima", que é o Brasil que me interessa: a EDAcom. Se você nunca ouviu falar dela, não se mortifique. Eu também só a conheci recentemente. E fiquei maravilhado.

Nascida como uma empresa de tecnologia, a EDAcom se tornou a representante exclusiva, no Brasil, da LEGO Education, a divisão educacional do grupo LEGO. Isso mesmo, a Lego, fabricante daqueles bloquinhos plásticos com os quais você e/ou seus filhos devem ter brincado muito, tem uma divisão de Educação. E se trata de coisa séria, resultante de uma parceria celebrada com o famoso MIT, nos anos 80.

Como assim, você deve estar se perguntando? Muito simples: essa divisão da Lego desenvolve produtos para projetos educacionais e pedagógicos voltados para a educação tecnológica, hoje aplicados em mais de 80 países. Todos utilizando kits Lego. E, no Brasil, quem faz isso é a EDAcom. Com tanta competência, aliás, que, enquanto no restante do mundo as vendas de kits Lego para fins educacionais equivalem a cerca de 3% das vendas de Lego no varejo, no Brasil equivalem a nada menos que 300%. Isso mesmo: vende-se, para utilização em projetos educacionais e pedagógicos, 3 vezes o que é vendido como brinquedo puro. Mérito da EDAcom.

A empresa define como sua missão preparar os estudantes que participam dos projetos nos quais seus produtos são utilizados para não serem apenas usuários de ferramentas tecnológicas, mas sim pessoas dotadas de criatividade e capacidade de análise, capazes de solucionar problemas e utilizar os vários tipos de tecnologia de forma racional, efetiva e significativa.

No Brasil, os produtos da EDAcom são utilizados em mais de 500 escolas de ensino particular e quase 900 escolas públicas, abrangendo educação infantil, ensino médio, ensino fundamental e nível superior, com projetos desenvolvidos especificamente para cada faixa etária. Em todos, ajudando a preparar melhor os jovens brasileiros para o futuro. E, embora possa parecer à primeira vista que a empresa trabalha com "brinquedos", seu trabalho é muito sério e consistente. E gera resultados fantásticos, como tive a oportunidade de comprovar.

Taí mais um negócio que eu gostaria de ter criado. Como não pensei nisso antes?

Apenas a título de curiosidade, clique aqui para assistir a um vídeo que mostra como é possível utilizar produtos Lego para viabilizar uma competição entre alunos de um curso de Mecatrônica.