11 de jun de 2007

A Inovação tem muitas caras

Altamente inovador. Simplesmente imperdível. A banda de rock com os integrantes mais velhos que existe. Os caras são mais velhos até que os Rolling Stones e o Aerosmith (rá-rá-rá). Alf, o lead-singer, tem 90 anos de idade. Um dos membros já fez 100 anos. Vários têm mais de 95. A sacanagem (no melhor sentido) começa pelo nome do grupo: The Zimmers, oriundo de Zimmer Frame, o nome que os ingleses dão àqueles andadores utilizados por pessoas de idade com dificuldade de locomoção.

A banda foi criada para um documentário da BBC sobre o estado de "abandono" em que muitas famílias deixam seus idosos. Em lugar de um apelo piegas, na linha chorosa, alguém teve uma sacada genial: formou um coral só com velhinhos e colocou os caras para cantar My Generation, do The Who. Para quem, como eu, tem entre 50 e 60 anos, My Generation foi um verdadeiro hino de rebelião no final dos anos 60. Leia a letra CLICANDO AQUI e perceba a imensa ironia que é colocar The Zimmers para cantá-la.

É fantástico ver a música usada num outro contexto totalmente diferente... mas nem por isso menos adequado. Toque de mestre. Prova de que Inovação não implica em criar algo inteiramente novo. Inovar também é fazer algo que já foi feito, só que de um jeito diferente. Ou usar num contexto algo que, até então, só tinha sido usado em outro. Vale para a Música, para a Medicina, para a Moda... e também para os Negócios.

CLIQUE AQUI para assistir ao clip da banda. Por sinal, gravado no célebre studio de Abbey Road. Aliás, se você, como eu, é fã incondicional dos Beatles, não perca a cena do quarteto de velinhos atravessando a rua (a famosa Abbey Road), que também aparece na foto aí acima. Melhor que isso, só mesmo a cena final do vídeo.