31 de jul de 2009

Ninguém se interessa por você, nem pela sua empresa

No vídeo abaixo, a que vale a pena assistir, Seth Godin põe o dedo na ferida e mostra que o consumidor (de todo e qualquer tipo de produto) mudou. E mudou muito.

Ou talvez nem tenha mudado. Mas agora tem como fazer diferente, delentando sua mensagem sem ler, mudando de canal ou de mídia (desligando a televisão e abrindo o You Tube ou o TED, por exemplo), trocando de fornecedor ou do que for.

A verdade nua e crua é: o consumidor não tem o menor interesse no que você tem a dizer. Ele quer saber o que ele leva no que você tem a dizer.

O consumidor não tem interesse no que sua empresa faz. Ele quer saber o que sua empresa pode fazer POR ELE.

Em suma, o consumidor não se interessa por você. Ele só se interessa por ele mesmo. É a cultura do “eu”, “eu, “eu”.

Quem não sacar isso, vai fracassar na maioria das ações de marketing que implementar. Só não vai fracassar em todas porque, como diz o ditado, “de vez em quanto até um esquilo cego encontra uma noz”. Ou seja: vez por outra, vai acertar sem querer, dizendo ou fazendo algo que é do interesse do consumidor.

Só que não dá para agir assim, acertando só de vez em quando. E por acaso. Quem fizer isso vai ser como frase que começa com "veja bem": não vai chegar a lugar nenhum. Ou, ao menos, a nenhum lugar que valha a pena.