2 de jul de 2012

Como gerar experiências de consumo positivas, com consistência

No dia 01 de agosto, como parte do evento Brazilian Retail Week (que está com pinta de se tornar a NRF brasileira), vou coordenar um Painel de Debates para mostrar, na prática, como algumas empresas que enfrentam as mesmas dificuldades e restrições da maioria dos demais varejistas brasileiros conseguem propiciar a seus clientes, de forma consistente, dia após dia, transação após transação, uma experiênca de consumo positiva e, com isso, fidelizar esses clientes.

Os organizadores do evento, além da gentileza de me convidarem para mediar os debates, me deram liberdade total para compor o painel com os empresários que eu julgasse mais adequados. E eu resolvi chamar os seguintes amigos (e clientes):

João Appolinário, fundador e presidente da Polishop, que não apenas gera experiências de consumo altamente positivas, mas faz isso em múltiplos canais... inclusive internet e telefone,

Ricardo Garrido, fundador, sócio e diretor de operações da Cia. Tradicional de Comércio (leia-se Astor, Lanchonete da Cidade, Bráz Pizzaria, Bottagallo, Pirajá, Venga!, Original, etc), um benchmark para qualquer empresa interessada em oferecer a seus clientes um atendimento de primeiríssima qualidade; e, last, but not least,

Samuel Seibel, sócio e presidente da rede Livraria da Vila


, que já atingiu a categoria de ícone brasileiro, em matéria de atendimento e de ambientação. Aliás, os projetos revolucionários do arquiteto Isay Weinfeld (na foto, o projeto que ele fez para a filial do Shopping Cidade Jardim) fazem da Livraria da Vila um verdadeiro cartão postal de São Paulo.

Se eu fosse você, me inscrevia já.