21 de dez de 2008

Como a crise vai afetar as empresas brasileiras em 2009?

Antoninho Marmo Trevisan e o humilde autor deste blog fomos entrevistados por Guto Abranches num dos programas da série especial sobre a crise produzida pela equipe do programa Conta Corrente, da GloboNews.

Clique na imagem abaixo para assistir:

Sem falsa modéstia, a entrevista ficou bem bacana. Primeiro, porque o Guto Abranches é um entrevistador excelente, informado,atento, que faz perguntas inteligentes e deixa o entrevistado falar. Um entrevistador que não quer aparecer mais do que o entrevistado. E que, por isso mesmo, acaba se destacando.

Depois, o Trevisan fez colocações muito interessantes e inteligentes, evidenciando, em vários momentos, perspectivas que a gente não tem observado na Mídia. E, por último, eu levantei algumas boas bolas para o Trevisan cortar e, de forma geral, também aproveitei bem as bolas que ele levantou. Em suma: houve sintonia entre entrevistador e entrevistados e, a meu ver, o resultado ficou bem legal.

Para ter acesso ao site da Globo onde está publicada essa entrevista, é só clicar aqui.

Aproveito para desejar aos leitores deste blog um excelente Natal. E que, com ou sem crise, 2009 seja um ano de muitas oportunidades e muitas realizações.

Este blog estará "em recesso" até o dia 06 de janeiro de 2009. Afinal, também sou filho de Deus.

20 de dez de 2008

Outra do túnel do tempo

Acredite se quiser, o equipamento abaixo era um dos opcionais disponíveis para certos modelos Chrysler que saíram da fábrica em 1956:

Como é que uma empresa que já foi inovadora assim se deixa afundar como a Chrysler se deixou? Isso, para não falar da General Motors, que, cá para nós, não está com problemas apenas por conta da crise, mas sim por absoluta incompetência gerencial.

Túnel do tempo

Veja só o vídeo que o Yuri Saiovici descolou e me enviou:

19 de dez de 2008

Ah, a mente humana...

A empresa turca que fabricou o sapato que foi arremessado contra George W. Bush já recebeu mais de 300.000 encomendas do modelo, que era chamado pelo código 271 e foi rebatizado como "sapato do Bush". Muitos pedidos têm chegado dos EUA.

Como transformar US$ 5 em US$ 650 em 2 horas

Clique aqui para acessar o site da Exame PME e assistir a um vídeo em que resumo uma das 40 histórias reais de vendas que compõem o livro de minha autoria “Somos Todos Vendedores”.

É a história que fala do grupo de alunos da Professora Tina Seelig num curso intensivo de Empreendedorismo na Universidade de Stanford, que, provocado por ela, conseguiu transformar 5 dólares em 650 dólares em apenas duas horas, usando somente as cabeças e os contatos dos próprios alunos.

18 de dez de 2008

Canalhas !!!

Eu havia prometido a mim mesmo não escrever sobre esse assunto. Mas há dias a coisa me está atravessada na garganta. Então, vou escrever, só para desabafar.

Me refiro aos canalhas que roubaram (não há outra palavra que descreva o que fizeram) roupas, alimentos e outros itens que milhares de brasileiros de bom caráter e boa vontade doaram para ajudar as vítimas das enchentes que assolaram (e continuam assolando) o Estado de Santa Catarina.

É mais um exemplo de como a impunidade generalizada que grassa neste nosso país vem contribuindo para formar uma multidão de gente sem caráter, canalha, filha da puta. Há quem justifique a atitude desses pilantras dizendo que, se autoridades de todos os calibres metem a mão no dinheiro público, é natural que um zé mané que deveria ajudar os flagelados se sinta no direito de meter a mão naquilo que seja de seu interesse.

É a velha praga: enquanto em países razoavelmente civilizados o que é do povo é de todos, aqui no Brasil o que é do povo não é de ninguém. E sempre há quem ache que é moralmente justificável apropriar-se do que "não tem dono".

Me sinto um trouxa por haver contribuído, ajudando a difundir os apelos de gente séria para que mais pessoas sérias fizessem doações.

O que lava minha alma é a atitude daquela família catarinense que, encontrando um maço de notas com R$ 20 mil no bolso de um casaco que lhe foi doado, não descansou enquanto não encontrou o doador e lhe devolveu o dinheiro. Simplesmente porque, como disse o patriarca da família - um senhor simples que, neste momento, passa por sérias necessidades, mas nem por isso está disposto a vender sua alma ao demônio - era a coisa certa a fazer. Disse ele: "foi assim que eu fui criado e não saberia fazer de outro jeito".

Isso me deixa um pouco mais tranquilo, achando que nem tudo está perdido.

Mas tranquilo mesmo eu só ficarei se todos os responsáveis pelos desvios, sejam eles civis, militares, servidores públicos, políticos ou que diabo sejam, forem severamente punidos, nos termos da lei.

Só que, como de costume, estou sentindo um forte cheiro de pizza no ar...

15 de dez de 2008

A Franchise Store está no site da Exame PME

Clique aqui para assistir à entrevista que a jornalista Carolina França, da revista Exame PME, fez comigo a respeito da Franchise Store (a loja do Grupo Cherto que comercializa franquias de mais de 40 marcas) e sobre nossos planos para esse negócio.

14 de dez de 2008

CEOs com atitude de donos

No programa Conta Corrente da GloboNews em que fomos entrevistados juntos pelo Guto Abranches (ver post abaixo), Antoninho Marmo Trevisan levantou um ponto interessante ao observar que, em muitas empresas, os donos (ou acionistas) estão assumindo o comando do dia a dia. E disse que tempos de crise requerem uma agilidade e uma velocidade que muitos executivos contratados não conseguem imprimir às suas decisões.

Ele tem razão. Não que cada empresa precise ou deva ter o dia a dia tocado por seu acionista majoritário (embora isso esteja, de fato, ocorrendo em várias, como Schincariol, W. Torre, Dell e outras).

O que é fundamental, em tempos difíceis como os que se anunciam, é que aqueles no comando de qualquer organização (presidentes, vice-presidentes, diretores, superintendentes, etc.), especialmente o CEO, sejam capazes de pensar, decidir e agir como se donos fossem. Rapidamente, agilmente, assumindo riscos. Sem muito lero-lero, sem criar dezenas de comitês, nem encomendar centenas de análises e pareceres, buscando certezas que, numa época com esta, nunca poderão ser encontradas... simplesmente porque ninguém sabe o que poderá acontecer, que dizer o que irá, de fato, acontecer.

Sempre com os valores, as crenças e o interesse da empresa e dos clientes desta acima de tudo, é claro.

Inclusive para, se for o caso, errar rápido, voltar atrás rápido e corrigir o rumo rápido.

Tempos de incerteza exigem líderes ágeis.

Como já disse alguém, hoje, mais do que nunca, ninguém tem como saber o que vem pela frente. Na verdade, só nos resta torcer para que seja mesmo pela frente.

É nóis na fita... na GloboNews

Ainda que a crise americana (ou, ao menos, que teve suas origens nos EUA) não tenha atingido o Brasil com a mesma força com que vem impactando outros países, nem mesmo o ministro Guido Mantega ou a velhinha de Taubaté conseguem mais ignorar que alguns setores da economia nacional já estão sofrendo com ela. E vão sofrer mais.

Qual a intensidade do impacto sofrido até agora? Que empresas estão sendo mais atingidas? O que deve mudar nas empresas para fazer frente aos tempos difíceis que teremos pela frente? A crise pode ter algum efeito positivo sobre as empresas e sobre o Brasil?

Em busca de respostas para estas e outras questões, o jornalista Guto Abranches, do programa Conta Corrente da GloboNews, vem conduzindo uma série de entrevistas com empresários e profissionais dos mais diversos matizes.

Desde ontem, sábado (dia 13/12), até a próxima sexta-feira (dia 19/12), está no ar a entrevista que Guto fez com Antoninho Marmo Trevisan e comigo. Acabei de assistí-la e, mesmo crítico como sou, achei que ficou legal.

Ao longo desta semana, a entrevista irá ao ar na GloboNews (Canal 40 da NET) nos seguintes horários:

Segunda (15/12): 04:05, 06:30, 12:30, 13:30, 20:30

Terça (16/12): 00:30, 13:30, 20:30

Quarta (17/12): 00:30, 13:30, 20:30

Quinta (18/12): 00:30, 13:30, 20:30

Sexta (19/12): 00:30, 13:30, 20:30

A partir do dia 20/12, o vídeo desse programa estará disponível no site da GloboNews.

13 de dez de 2008

Leila Velez fala de Empreendedorismo

A Empreendedora Endeavor Leila Velez, uma das criadora da rede Beleza Natural, dá sua visão do que é Empreender:

11 de dez de 2008

Consumidor X Anunciante. Vídeo genial !!!!

Absolutamente imperdível. Especialmente em tempos de crise:

Alimentando as fantasias masculinas

De um tempo para cá, nesta época do ano, a companhia aérea irlandesa RyanAir lança o calendário do ano seguinte, no qual figuram algumas de suas comissárias de bordo em poses e trajes sexy.

O dinheiro arrecadado com a venda dos calendários (que podem ser adquiridos à bordo das aeronaves da empresa, ou via internet no site www.ryanair.com ), é todo doado a uma ONG da Irlanda que apóia famílias com crianças portadoras de deficiência.

A idéia partiu das próprias comissárias. E a cada ano centenas delas se candidatam a ser uma das fotografadas.

Clique na imagem abaixo para assistir ao making-of do calendário de 2009.

10 de dez de 2008

Chega de falar em crise !!!!

Recebi a imagem acima de várias pessoas que sabem das coisas. E fiquei com a impressão clara de que está todo mundo cheio dessa história de ficar falando em crise e enfiando a cabeça no buraco (deixando o bundão de fora), "a la avestruz".

É isso aí, moçada. A saída envolve empreender, inovar, trabalhar. Entra em pânico, choramingar e botar a culpa nos outros não leva a nada !!!

Começou bem

A Franchise Store começou bem: esperávamos o comparecimento de 70 pessoas à loja hoje, dia da inauguração. Até a hora que eu saí de lá, por volta das duas da tarde, já haviam entrado na loja mais de 250 pessoas.

A partir de hoje, as portas estarão abertas de segunda a sexta, das 9h às 18:30h.

Convido os leitores deste blog a irem lá conhecer esse negócio inovador. O endereço é: Av. 9 de Julho, 4.400 (esquina de Rua Martinica, nos Jardins, em São Paulo, Capital).

8 de dez de 2008

Fonte em Shopping japonês

Não perca este vídeo que meu amigo Ronaldo Mencarini me enviou, com imagens de uma fonte incrível que funciona no shopping Canal City, no Japão:

Só mesmo os japoneses, para inventar e executar algo assim. Achei o máximo!

7 de dez de 2008

Vamos inaugurar Franchise Store esta semana

A Franchise Store, a loja do Grupo Cherto que vai vender franquias, será inaugurada nesta quarta-feira, dia 10 de dezembro, e estará aberta ao público, nesse dia, apenas a partir das 14h e, daí para a frente, diariamente das 9h às 18:30h.

Apareça lá para conhecer em primeira mão esse conceito de negócio inovador. O endereço é: Av. 9 de Julho, 4.400 (esquina da Rua Martinica, entre Av. Brasil e Rua Groenlândia), em São Paulo, Capital.

O projeto é da autoria da minha arquiteta favorita: minha mulher, Nice De Cara. E, modéstia à parte, ficou um espetáculo.

Iniciaremos as operações oferecendo franquias de cerca de 40 marcas de diferentes segmentos. E nosso plano é levar esse número a 100 marcas, até o final de 2009.

6 de dez de 2008

Mario Chady fala de Empreendedorismo

Meu amigo e cliente Mario Chady, presidente do Grupo Umbria (Spoleto, Domino’s, Koni e outras redes) e um dos Empreendedores Endeavor, fala de Empreendedorismo e do Movimento Bota Pra Fazer:

5 de dez de 2008

É inegável que o cara tem carisma...

Muitas vezes, nosso Presidente se mostra um sujeito totalmente "sem noção". Mas até nessas horas o cara tem carisma:

Quem me mandou o vídeo foi o meu amigo Rico.

Isto sim é produtividade !!!

Não perca o vídeo que meu amigo Lacaz me enviou há pouco. Isso sim é produtividade. O resto é conversa:

2 de dez de 2008

Bota pra fazer !!!

Caso você ainda não conheça, vale a pena assistir às duas animações que a Pixel Labs, do Emprendedor Endeavor Daniel Li, fez para promover o movimento Bota Pra Fazer:

Os Três Porquinhos:

Excalibur:

Nota mil, não é mesmo?

E a lição é clara: a hora é agora. Bota pra fazer!