31 de jul de 2008

Levante a mão...

...o prestador de serviços que ainda não passou por uma situação semelhante à que o vídeo abaixo mostra:

Contribuição do Kleber Donady, da equipe do Grupo Cherto.

Não deixe de assistir a este filminho da Talent!

Dica preciosa do Yuri Saiovici: o novo site da Talent, o Boo.

Vale muito a pena assistir ao filminho chamado Boo (que não é o que a agência veiculou na TV). Como o vídeo foi removido do You Tube, não tenho como colocar o link direto aqui. Mas o Yuri deu a saída:

Passo 1: clique aqui para entrar no site;

Passo 2: clique sobre a imagem que parece um cartaz de cinema onde está escrito TALENT;

Passo 3: curta muito o filminho; e

Passo 4: quando terminar, aproveite que está no site e visite outras áreas. É um site muito bem feito, que foge do feijão com arroz.

30 de jul de 2008

As pequenas maravilhas de todos os dias

Como integrante do Global Advisory Board da Endeavor Global, acabo atuando como mentor de Empreendedores Endeavor não só brasileiros, mas também de outros países nos quais essa ONG (cuja sede mundial fica em Nova York) tem ramificações.

Hoje cedo, passei cerca de uma hora ao telefone com um Empreendedor Endeavor do Egito, numa conference call da qual participou também um dos integrantes do staff da Endeavor Nova York. O tema era como aquele empreendedor específico pode expandir seus negócios para várias regiões do planeta.

Assim que desliguei o telefone, me dei conta da maravilha que é você estar em Nova York, tirar o fone do gancho, digitar alguns números e estar imediatamente conectado com uma pessoa no Cairo e outra em São Paulo, falando sobre os mercados da Russia e da China. E, ao mesmo tempo, os três poderem acessar os mesmos arquivos num site baseado sabe Deus onde e baixar os documentos, imagens e sons de que cada um possa necessitar para cumprir seu papel na conversa.

O engraçado é que a gente vai se acostumando com coisas assim e deixa de se dar conta da maravilha que tudo isso é. São verdadeiros "pequenos milagres" que acontecem à nossa volta todos os dias, várias vezes por dia. E a gente nem percebe.

28 de jul de 2008

São Paulo em 360º

Clique aqui para conhecer o site do fotógrafo Dudu Tresca, que faz incríveis imagens de paisagens e cenas em 360º. Entre no site, escolha o que quer ver, clique sobre a imagem desejada e arraste na direção que quiser, para a esquerda, para a direita, para cima, para baixo. Na velocidade que você preferir. É o máximo!

Mais uma dica preciosa do meu amigo Gândara.

27 de jul de 2008

Vender é uma arte que pode (e deve) ser aprendida

Ontem, sábado, fui ao shopping "fazer os pés". Quem corre sabe que, com uma certa periodicidade, é preciso acertar os calos, cantos de unhas que ameaçam entrar na carne e assim por diante.

Como cheguei cedo, aproveitei para dar uma volta e entrei na loja da Swatch. Sou fã dos relógios dessa marca. Com a violência do jeito que está, a gente não pode andar por aí de relógio caro. E os deles são baratos e transados. Pensei em comprar um para me dar de presente.

Mal entrei, o vendedor "da vez" me abordou, perguntando o que eu queria. Respondi que estava só olhando e que, se visse algo que me interessasse, pediria ajuda a ele.

O moço não desistiu e fez questão de me mostrar o quanto são bonitos os novos modelos femininos. Como não estava procurando um relógio para uma mulher, educadamente agradeci, disse a ele que preferia olhar tudo com calma e me virei para outro nicho da loja.

Mas ele voltou à carga, falando sem parar do quanto são bacanas os novos modelos hiper-esportivos, com pulseiras coloridas. Tenho 54 anos, tenho uma noção clara do que um sujeito da minha idade deve, ou não, usar e me visto de forma razoavelmente conservadora. Ou seja: ele deve ter achado que eu estava procurando um presente para meu filho. Mas não me perguntou. E eu não estava.

E o cara continuou atrás de mim, falando sem parar e querendo me mostrar o que eu não queria ver, até que, cheio daquilo, saí da loja sem comprar nada.

Moral da história: ele estava tão ansioso por vender, que se focou nesse interesse DELE, ignorando o MEU interesse. E perdeu uma boa chance de fazer uma venda.

O rapaz esqueceu, ou não sabe mesmo, que, em Vendas, há uma verdade absoluta, que ninguém - vou repetir em letras maiúsculas NINGUÉM - pode ignorar, sob pena de se dar muito mal: o cliente sempre compra pelas razões dele, nunca pelas do vendedor.

Portanto, para se fazer uma venda, a primeira coisa a fazer é procurar entender qual é a razão do cliente. E isso foi a única coisa que o mala não fez comigo.

Aposto que o projetista tem o peru pequeno...

Esse absurdo cujo exterior e interior você confere nas imagens acima é o navio que a Royal Caribbean vai lançar no ano que vem, o Oasis of the Seas.

O bicho é quase 40 metros mais longo que a Torre Eiffel. Até onde irá o tamanho desses navios de cruzeiro?

26 de jul de 2008

Vídeo imperdível = O macaco mala. E corajoso.

Aliás... corajoso? Ou inconseqüente? Conclua você mesmo, clicando na imagem abaixo:

Idoso ???

Se meus registros estão certos, Mick Jagger, líder dos Rolling Stones, completa hoje 65 anos de idade.

Na vasta maioria das grandes empresas, as regras vigentes diriam que esse cara deveria vestir um pijamão e ficar em casa, cuidando dos netos e do jardim. Quando muito, ajudando em algumas tarefas na igreja.

Quando será que o mundo corporativo vai se dar conta de que as coisas mudaram e que já não se fazem mais "idosos" como antigamente?

Enquanto essa gente pensa no assunto, confira a performance do "velhinho" - ou melhor, dos "velhinhos" - clicando na imagem abaixo:

25 de jul de 2008

Romantismo e cerveja no mesmo comercial

O gosto é bem questionável, para dizer o mínimo...

... mas a "peça publicitária" abaixo deve produzir o efeito que seus criadores provavelmente almejavam quando a conceberam.

Trata-se de uma crítica sarcástica que a McCann Erickson fez (e a Margarida Filmes e Flores produziu) da inadequação de certas campanhas publicitárias que a gente testemunha todos os dias neste Brasil varonil.

Exatamente pelo gosto ser questionável, vai gerar muita polêmica... que deve ser precisamente o que aqueles que criaram esse "anúncio" queriam mesmo que acontecesse. Pois é garantia de que milhares ou milhões de pessoas vão assistir e comentar.

E, para muita gente, vale a máxima do "fale bem, ou fale mal, mas fale de mim".

Em suma, é mais uma amostra do tal Marketing Viral. Confira clicando sobre a imagem abaixo:

24 de jul de 2008

Chocolates que são a sua cara

Agora você pode encomendar um pacote de M&Ms com sua foto e duas frases escolhidas por você para distribuir aos amigos, servir numa festa, promover sua empresa, adoçar o bico das moçoilas e/ou moçoilos nas baladas da vida ou fazer o que seu ego bem entender.

Por enquanto, apenas nos EUA. Confira clicando aqui.

Será que, um dia, essa novidade vai chegar por aqui?

23 de jul de 2008

Lei Seca - protesto bem humorado

Dercy Gonçalves: a mulher que...

viu duas guerras mundiais...

viu oito papas...

viu os japoneses chegarem ao Brasil...

viu o Titanic afundar...

viu o homem chegar à Lua...

viu 35 presidentes da República...

viu o futebol 'nascer'...

mas não viu o Corinthians ser campeão da Libertadores!

Que me perdoem os leitores corithianos, mas não resisti. A piadinha quem me mandou foi meu sobrinho Guilherme.

22 de jul de 2008

Um jeito criativo de recrutar talentos

Belíssima sacada da muito criativa agência de publicidade Jung Von Matt, que, precisando atrair novos talentos para sua equipe, decidiu "sequestrar" a entrada principal da melhor escola de propaganda da Suécia, a Berghs School of Communication. Clique sobre a imagem abaixo e confira:

Como foi que o senhor disse, Presidente Lula?

18 de jul de 2008

Dá para promover fio dental de um jeito divertido?

Dá.

Veja só a ação de Marketing que a Saatchi & Saatchi de Nova York desenvolveu para o fio dental Glide, "entalando" um porco entre dois prédios (os "dentes").

Divertido e eficiente.

Não parece, mas é uma loja de pneus

Nem um pouco parecida com as lojas de pneus com as quais a gente está acostumado, não é mesmo? Isso, para não falar das borracharias "boca de porco" que ainda existem aos montes por este Brasil varonil.

Trata-se do novo visual de loja da rede HiQ, uma subsidiária da Goodyear Dunlop que opera na Inglaterra.

Mais uma prova de que dá para melhorar qualquer coisa, com um bom design. E que empresa que sabe das coisas está preocupada em aprimorar seus canais de marketing (sejam eles lojas próprias, revendas, franquias, assistências técnicas, distribuidores, porta-a-porta ou o que sejam).

16 de jul de 2008

Não há mau-humor que resista

Veja se dá para ficar de mau-humor vendo este filminho:

Até a mãe ri. E olhe que ser mãe de quadrigêmeos não deve ser fácil...

15 de jul de 2008

Fonte da vida

Campanha de alto impacto, com execução brilhante, para captar dinheiro para construir reservatórios de água nas regiões secas do Oeste da China.

Numa tradução livre, o que está escrito nos laterais do tanque é: "O que para você é apenas troco, para ele pode ser a fonte da vida". Nota mil!

Parece piada, mas não é

Ou, ao menos, meu amigo Rico jura de pés juntos que não é.

Veja só a carteira de identidade de Cingapura cuja cópia ele me enviou:

Pensa que é só aqui no Patropi que carinha bota nome esquisito em filho?

14 de jul de 2008

Grandes ações começam com pequenos gestos

Grandes ações começam com um primeiro pequeno movimento:

Comercial da Guiness premiado em Cannes.

11 de jul de 2008

Esses japoneses são demais

Veja só como os caras conseguem fazer arte até numa plantação de arroz:

Esta forma de arte é muito tradicional no Japão e as pessoas que se envolvem nisso se esmeram na tentativa de, a cada ano, superar o próprio desempenho nos anos anteriores.

8 de jul de 2008

Adorei este comercial da Coca Zero

Segundo dizem, trata-se de um advogado de verdade, que não sabe que está sendo filmado durante uma reunião com dois funcionários da Coca-Cola Company que trabalham com a Coca tradicional e querem contratá-lo para processar os caras que fabricam a Coca Zero por copiarem o sabor da Coca tradicional.

Ou seja: seria a Coca processando a própria Coca.

Assista ao filme clicando na imagem abaixo:

6 de jul de 2008

Gucci vai abrir loja no Shopping Iguatemi SP

Até o final deste ano, a famosa marca italiana Gucci inaugura uma loja no Shopping Iguatemi de São Paulo. Cujos administradores, pelo jeito, não estão dispostos a ficar de braços cruzados, enquanto esperam para ver se o Cidade Jardim vai, ou não, emplacar de fato. E, em emplacando, se vai, ou não, tirar parte do movimento do Iguatemi.

5 de jul de 2008

Abaixo o preconceito racial (e os demais preconceitos)

Comercial delicioso contra o preconceito racial:

Se a gente pensar bem, a lição se aplica também às demais formas de preconceito (contra os idosos, deficientes e todos aqueles que, de alguma forma, são diferentes de quem carrega o preconceito).

Mudanças rejuvenescem

Minha mulher recebeu pela Internet o texto a seguir e me repassou, sugerindo que eu o publicasse aqui. Tanto ela, como eu, ignoramos quem seja a autora:

"Mês passado participei de um evento sobre o Dia da Mulher. Era um bate-papo com uma platéia composta de umas 250 mulheres de todas as raças, credos e idades. E, por falar em idade, lá pelas tantas, fui questionada sobre a minha e, como não me envergonho dela, respondi. Foi um momento inesquecível...

A platéia inteira fez um 'oooohh' de descrédito. Aí fiquei pensando: 'pô, estou neste auditório há quase uma hora exibindo minha inteligência e a única coisa que provocou uma reação calorosa da mulherada foi o fato de eu não aparentar a idade que tenho? Onde é que nós estamos?'

Onde não sei, mas estamos correndo atrás de algo chamado 'juventude eterna'. Estão todos em busca da reversão do tempo.

Acho ótimo, porque decrepitude também não é meu sonho de consumo, mas cirurgias estéticas não dão conta desse assunto sozinhas. Há um outro truque que faz com que continuemos a ser chamadas de senhoritas mesmo em idade avançada.

A Fonte da Juventude chama-se Mudança.

De fato, quem é escravo da repetição está condenado a virar cadáver antes da hora.

A única maneira de ser idoso sem envelhecer é não se opor a novos comportamentos. É ter disposição para guinadas.

Eu pretendo morrer jovem aos 120 anos.

Mudança, o que vem a ser tal coisa?

Minha mãe recentemente mudou do apartamento enorme em que morou a vida toda para um bem menorzinho. Teve que vender ou doar mais da metade dos móveis e tranqueiras que havia guardado e, mesmo tendo feito isso com certa dor, ao conquistar uma vida mais compacta e simplificada, rejuvenesceu.

Uma amiga casada há 38 anos cansou das galinhagens do marido e o mandou passear, sem temer ficar sozinha aos 65 anos. Rejuvenesceu.

Outra cansou da pauleira urbana e trocou um baita emprego por um não tão bom, só que em Florianópolis, onde vai à praia sempre que tem sol. Rejuvenesceu.

Toda mudança cobra um alto preço emocional. Chora-se muito, os questionamentos são inúmeros, a vida se desestabiliza. Mas então chega o depois, a coisa feita, e aí a recompensa fica escancarada na face.

Mudanças fazem milagres por nossos olhos e é no olhar que se percebe a tal juventude eterna. Um olhar opaco pode ser puxado e repuxado por um cirurgião a ponto de as rugas sumirem, só que continuará opaco porque não existe plástica que resgate seu brilho.

Quem dá brilho ao olhar é a vida que a gente escolheu levar."

4 de jul de 2008

Kiehl's no Shopping Iguatemi SP

Será inaugurada dentro de mais uns 2 meses a primeira loja da Kiehl's no Brasil. Será no Shopping Iguatemi, em São Paulo.

Se você não conhece a Kiehl's, vale a pena visitar o site da empresa, fundada mais de 150 anos atrás, em Nova York. Trata-se de uma das marcas de cosméticos e produtos para cabelo, pele e higiene pessoal mais charmosas da atualidade. Os caras fazem um belo trabalho de manutenção de uma imagem de farmácia de manipulação de bairro, embora hoje a dona da empresa seja a imensa e poderosa L'Oreal.

São aquilo em que a Botica Veado D'Ouro, de saudosa memória, poderia ter se tornado, se seus gestores não tivessem metido os pés pelas mãos.

3 de jul de 2008

Ser feliz tem mais a ver com opção do que com sorte

Na palestra que fez ontem, na Livraria da Vila da Alameda Lorena, para convidados do Grupo Cherto, a Vereadora Mara Gabrilli, que, apesar de tetraplégica (não move nem um único músculo do pescoço para baixo), concretiza mais coisas do que muitos dos demais políticos tupiniquins, deu um verdadeiro show.

Sua vida, por si só, é uma lição de garra e de superação. E, além disso, Mara fala bem, com alegria e uma energia contagiante.

Sempre que estou com ela, me vêm à cabeça duas das minhas frases favoritas:

Uma, que ouvi do Lair Ribeiro, é: "nunca permita que aquilo que você não pode fazer o impeça de fazer aquilo que você pode fazer".

A outra, que ouvi de Edson de Godoy Bueno, que começou a vida como engraxate, formou-se em Medicina, criou a Amil num subúrbio do Rio e acabou de fazer o IPO da empresa, tornando-se um dos poucos bilionários brasileiros, é: "nunca deixe que suas memórias se tornem maiores que seus sonhos".

A essas, acrescento, a partir de agora, uma terceira, que ouvi da própria Mara: "tenho certeza de que um dia voltarei a andar. Mas não vou esperar que isso aconteça para ser feliz".

E você, que lê este blog, o que está esperando para ser feliz?

Empreendedor que é empreendedor faz acontecer

Texto original do artigo escrito por mim e publicado n'O Estado de S. Paulo de hoje:

Empreendedor que é empreendedor faz acontecer

Marcelo Cherto*

Em 1986, eu funcionava como catalizador de um grupo que se reunia uma vez por mês, em São Paulo, para falar de Franchising. Em julho de 1987, por sugestão minha, criamos a ABF – Associação Brasileira de Franchising, cujos Estatutos escrevi à mão. A sede legal ficava no meu escritório e, para pagar o registro e confeccionar cartões de visita, fizemos uma “vaquinha”.

Meses mais tarde, no Rio de Janeiro, outro grupo, coordenado pelos donos de uma consultoria que já não existe há anos, fundou a AFRAB – Associação dos Franqueadores do Brasil. E, por bobeada nossa, obteve o reconhecimento da IFA, a Associação Internacional de Franchising. Aquilo foi um golpe para nós. Acreditávamos que a ABF não teria futuro sem o reconhecimento da IFA. E esta só reconhecia uma única entidade “da classe” em cada país.

Como não sou de jogar a toalha e sei que a luta só acaba quando termina, viajei por minha conta para Washington, onde ficava a IFA. E descobri que, além de uma “associação-irmã”, a entidade também tinha um Representante Especial em cada país onde o mercado de franquias o justificasse... como era o caso do Brasil.

Fiquei sabendo que o típico Representante Especial era um advogado. E que sua principal tarefa consistia em enviar à IFA um relatório mensal detalhado, dando conta de qualquer atividade do Legislativo, Executivo ou Judiciário de seu país que pudesse, de alguma forma, afetar a prática do Franchising. É óbvio que me candidatei ao cargo, entendendo que minha nomeação poderia ser “vendida” ao mercado como uma forma de reconhecimento da ABF, da qual eu era o Vice-Presidente Jurídico.

Só que os “gringos” já tinham em mãos uma lista com vários nomes de advogados brasileiros integrantes de escritórios de renome, recomendados por membros da Diretoria da AFRAB ou por franqueadores americanos “de peso” com interesses no Brasil. Ficou claro que, SE meu nome fosse incluído, estaria em último lugar e com pouca chance de ser o escolhido.

Saí de lá com o rabo entre as pernas. Mas já no avião tracei um plano e, no mesmo dia em que cheguei a São Paulo, elaborei o primeiro relatório mensal, tentando adivinhar qual seria o formato correto, e o enviei à IFA. Dias depois, recebi um fax agradecendo e solicitando algumas informações complementares, que forneci imediatamente.

No mês seguinte, enviei um novo relatório, desta vez mais completo. Um mês depois, a mesma coisa. E assim por diante. Durante 4 ou 5 meses, atuei como se já ocupasse o cargo. Até que, um dia, recebi um documento que me nomeava Special Representative da IFA no Brasil. E fui o único brasileiro a exercer a função, enquanto ela existiu.

Depois de alguns anos, o cargo foi extinto em todos os países e todos nós, que à época o exercíamos em várias partes do mundo, recebemos um belo diploma de Honra ao Mérito “pelos relevantes serviços prestados à causa do Franchising”. Mas nessa altura já não fazia diferença, pois a AFRAB havia se fundido com a ABF e já não existia como entidade autônoma.

O episódio me ensinou uma lição que venho aplicando em todos os empreendimentos com que me envolvi desde então, com ou sem fins lucrativos. Fazendo uma metáfora futebolística bem ao gosto do Presidente da República, nos negócios e na vida, como no campo, quem fica pedindo o passe pode até receber a bola. Mas quem se antecipa e se posiciona em condição legal de fazer o gol sempre tem preferência.

Afinal, todo mundo gosta de resultado. E ganha o jogo não o time com as camisas mais suadas, nem o que tem o uniforme mais bonito ou faz as jogadas mais vistosas, mas sim o que marca mais gols.

Alguém já disse que sorte é quando a oportunidade bate à sua porta e você abre. Eu digo que um empreendedor muitas vezes tem que se antecipar, construindo a porta e saindo por ela em busca da oportunidade que, por algum motivo, se esqueceu de vir procurá-lo.

Em geral, resultados não acontecem: precisam ser construídos.

--------------------------------------

* Marcelo Cherto é advogado e consultor especializado em Ocupação de Mercado através dos Canais de Marketing (Revendas, Distribuidores, Franquias, Filiais e outros), presidente do Grupo Cherto (www.cherto.com.br) e membro da Academia Brasileira de Marketing e do Global Advisory Board da Endeavor Global.

1 de jul de 2008

Só faltava essa: inventaram o Personal Friend !

Um tal Toni Sá, do Rio de Janeiro, se lançou como Personal Friend, expressão que ele mesmo traduz por "Amigo de Aluguel". Clique aqui e confira o site do cidadão.

As moçoilas podem escolher inclusive o estilo como Toni deverá se apresentar. Está no site.

Será piada, pura falta de "senso de noção", ou há mesmo por aí uma mulherada tão carente que precisa alugar um amigo para ter companhia?

Seja como for, às mais afoitas, Toni deixa claro que "não faz saídas de cunho sexual". Também está no site.

Poeminha do Chacal

Meu cunhado Renato De Cara me mandou este poeminha do Chacal, que, segundo ele, tem tudo a ver com este blog:

"se o mundo não vai bem a seus olhos,

use lentes...

ou transforme o mundo".

Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa

O fato de uma boa parte de nossas autoridades atuais serem oriundas dos movimentos de esquerda (movimento estudantil, movimento sindical, etc) gera um efeito colateral altamente nocivo: faz com que confundam a repressão a atividades contrárias à Lei e à Sociedade com a repressão à liberdade de expressão e à liberdade política, de que foram vítimas nos anos 1960 e 1970.

O resultado é isso que se vê: caminhoneiros, professores e motoboys que, ao arrepio da lei e sem o menor constrangimento ou respeito pelos cidadãos direitos e pelos direitos dos cidadãos, a três por quatro paralisam uma cidade como São Paulo; integrantes do MST que invadem terras produtivas; sindicalistas e estudantes que invadem prédios públicos e por aí vai. Tudo sem que sofram qualquer restrição ou consequência.

Até quando as assim chamadas "autoridades" (pois sim!) vão seguir confundindo democracia com zona? Até quando vão insistir em ignorar que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa? Até quando vão negar o sábio preceito de que direito tem quem direito anda?

Lei Seca - Dúvida

De acordo com a lei em vigor, quem bebe não pode dirigir um carro.

Pergunta meu amigo Gândara: e dirigir um país, pode?

Live Ad da Honda. Espetacular!

Um belo exemplo de Live Ad (comercial feito ao vivo), usando um meio totalmente inovador: um grupo de paraquedistas destemidos forma, em plena queda livre, as letras H-O-N-D-A.

Vale a pena assistir ao vídeo: